Você está aqui

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E SEGURANÇA CIBERNÉTICA

Em atendimento à Resolução 4.658 do Banco Central do Brasil, no dia 26 de março de 2019, no Conselho de Administração, foi aprovada a Política de Segurança da Informação e Segurança Cibernética da Olé Consignado.

A política confirma o compromisso da instituição com suas diretrizes no que se refere à segurança das informações de nossos clientes.

Este documento visa esclarecer as melhores práticas adotadas pela Olé para proteger os ativos de informação do Banco e de seus clientes, de ameaças internas e externas, garantindo a preservação dos critérios de:                                                                                           

Confidencialidade: é a garantia que a informação seja acessível somente quando autorizado e necessário;

Integridade: é a garantia da exatidão e completude da informação;

Disponibilidade: é a garantia de que os usuários autorizados obtenham acesso às informações e aos ativos correspondentes, sempre que necessário.

Para tanto, a Olé Consignado assegura que:

  • Adota controles para prevenir que vírus e outros tipos de softwares maliciosos atinjam nossos dados.
  • Trabalha com mecanismos para prevenção e detecção de intrusão, com o objetivo de aumentar a capacidade de prevenir a um ataque cibernético.
  • Realiza testes e varreduras periodicamente para detecção de vulnerabilidades no ambiente de tecnologia.
  • Adota procedimentos e controles para prevenir o vazamento de informações sensíveis e críticas ao negócio.
  • Utiliza as melhores práticas de desenvolvimento seguro de sistemas, bem como criptografa os dados e informações sensíveis.
  • Conta com provedores e fornecedores de computação em nuvem, que armazenam e processam dados contratados pela Olé Consignado e os avaliam sob o ponto de vista de Segurança da Informação e Segurança Cibernética.

Atividades suspeitas ou incidentes identificados devem ser comunicados através do e-mail segurancadainformacao@oleconsignado.com.br.